14 de maio de 2009

brand new quilter... me


Só para fazer um intervalinho ali nas costuras...
A escolha dos tecidos não foi tão pacífica como eu teria pensado, a sua organização também não, mas o que me está a ser mais dificil mesmo é manter sempre a mesma seam allowance (como é que isto se diz em português? Susi já pareço a outra dos roundabouts e das laundretes...lembras-te?)
A questão é que comecei por fazer umas costuras grandes porque queria que ficassem abertas (não sei porquê pareceu-me melhor, mais resistente talvez), mas depois sou uma forreta e vou diminuindo tudo!
Estou pra ver no que isto vai dar... quando chegar ao fim vou ter que andar a acertar tudo, é o que é!

6 comentários:

  1. Como me havia de esquecer das roundabouts! Ainda hoje chamo isso às rotundas. E paragens de bâz, claro.

    Quanto às costuras... parece estar perfeito. Estou desejosa de ver o trabalho acabado.

    Sabes que já tenho máquina de costura lá em casa. Trouxe a da minha avó Maria que é a mais bonita da família. Data de 1923 mas está como nova. Uma perfeição. Está na sala. Eu tenho uma minha, oferecida pelas minhas avós quando fiz 12 anos mas é eléctrica e faz muitos pontos e é muito feia. Optei pela estética. Mas descobri que não faz ponto zig-zag!!! Isto porque comprei um livro de moldes japonês na Retrosaria para fazer vestidos para a alicinha mas deparei-me com esta chatice e ainda só fiz uma saia com corte da minha autoria. Como é que em 1923 se fazia isto?

    ResponderEliminar
  2. Está lindíssimo Rosário!
    Gosto muito da escolha dos tecidos. Vais ver que com a prática é mais fácil manter a mesma margem de costura...e abrir as costuras, quanto a mim, é sempre uma boa opção neste tipo de blocos.
    Força!, estás no bom caminho ;)

    ResponderEliminar
  3. muito obrigada! um elogio da mestra é sempre um incentivo.

    ResponderEliminar
  4. bem, depois da apreciação da mestra, o que mais precisa, Rosário?
    Confesso que olho avidamente para o seu trabalho por ver como faz tão bem! Também gosto muito da conjugação das cores!
    como estou desejosa de aprender!
    Santarém não me muito jeito, por agora. Soube dumas aulas aqui por Lisboa que talvez me atreva para breve.
    Continue Rosário, que nós vamos vendo esse "menino" crescer!

    ResponderEliminar
  5. Está lindo! No fim "tudo bate certo"!!! Continua...

    ResponderEliminar
  6. Tb se não bater tudo certo....como diz a mestre....não tem que ser perfeito é handmade not machine made. conhecem a teoria do wabi sabi, a arte da imperfeição?

    ResponderEliminar