25 de setembro de 2009

Eleições

foto cedida pela Diane

Votar... parece um acto tão banal, não é?
De qualquer modo, quando eu nasci os meus pais não podiam votar! Hoje podem.
Sou pouco mais velha do que a democracia, por isso não sei o que é não poder votar. Sei que é preciso não esquecer que votar é um direito conquistado e que houve quem tivesse de lutar para o conseguir.
Não quero que os meus filhos não aprendam essa história, pois só assim lhe poderão dar valor.
No domingo eu vou votar. Não que o faça completamente satisfeita com a minha escolha, não que goste do que me é proposto, não que me identifique com as politicas apresentadas...
No domingo eu não vou à praia, nem ao cabeleireiro, nem almoçar numa terra distante! Também não vou votar nulo nem em branco! É hora de dizer sim ou não, é hora de dizer qualquer coisa, é hora de mostrar que aqui anda gente!
Pegando nas palavras e na excelente fotografia da querida Diane digo, eu voto porque, apesar de tudo vale a pena votar!

6 comentários:

  1. Este post devia ser reproduzido e colado em todas as esquinas, jardins e montras do País!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  2. Concordo plenamente contigo Rosa! Domingo tb eu vou votar! :)

    ResponderEliminar
  3. É um prazer ler estas linhas:)
    Bem hajas pelo teu testemunho.
    Bjs,

    ResponderEliminar
  4. não por dever, mas como um direito, adquirido a muito custo! e à custa de muitas vidas!
    bonita mensagem, Rosário!

    ResponderEliminar
  5. Daqui fala o Pedro Albuquerque teu sobrinho, devo dizer que gosto muito do teu blog escreves muito bem e mesmo os textos que não me interessam muito eu admiro pela tua forma de escrever. Eu nunca votei aqui na TERRA mas no meu mundo já e devo dizer que é bom que as coisas sejam votadas em vez de serem decididas por um que pensa ter o poder absoluto.
    beijinhos do teu sobrinho.

    ResponderEliminar