arquivo

17 de julho de 2009

Leituras de Verão

O Verão convida à leitura. É nesta altura que, mesmo uma pessoa como eu com três filhos pequenos, se consegue por a leitura em dia. Bom, em dia não digo, mas ler mais qualquer coisa. A brisa do mar, a espreguiçadeira junto à piscina, tudo excelentes locais para não fazer outra coisa senão ler; um olho no livro outro nos miúdos.
Por passarmos férias em casas geminadas, costumo ler os livros que a minha sobrinha mais velha me vai emprestando. Grande consumidora ela; acho que - durante as férias - faz quase tantas viagens à livraria como eu ao hipermercado... :) Pelas mãos dela já li boas histórias. Adorei a da Papisa Joana, conheci os romances da italiana Sveva Casati Modignani que combinam a culinária com um bom romance ou história de vida, combinação que eu adoro.
Este ano levo, para começar, um livro de um autor português que eu nunca li A Vida num Sopro de José Rodrigues dos Santos. Foi a minha mãe quem mo emprestou depois de eu lhe ter feito umas perguntas sobre Espanha na época do Franco.
Aliás, estou pobre em leituras de autores portugueses.
Confesso as minhas vergonhas, o único livro que li do premiado escritor José Saramago foi mesmo o Ensaio Sobre a Cegueira. Não por falta de interesse. Já tentei várias vezes ler o Memorial do Convento e cheguei a meio de As Intermitências da Morte. Pelo meio acontece sempre algo que me faz parar, não é culpa do autor por certo, admito a minha culpa. Vou continuar a tentar, até porque é um dos autores preferidos do meu pai e é apaixonante ouvir os seus comentários cada vez que acaba de ler um dos seus livros.
Aconteceu-me o mesmo com Eça de Queirós. Comecei por ler Os Maias, que era de leitura obrigatória no liceu. Não gostei nada, tive imensa dificuldade com toda aquela descrição incial, achei muito chato. Nunca mais peguei neste livro, nunca o li, mas peguei em todos os outros. Já li e reli a grande maioria dos livros do Eça e é sempre com grande prazer que o faço. Continua tão actual, quem pode conter uma gargalhada com o final de A Relíquia?

E Vocês? O que levam para ler nas férias?

11 comentários:

  1. (well, I already have a few months) I'm going through a strange period in the books, just I don't really want to read. I don't know what it is, because i read quite often, perhaps becose in my job i read all the time, but still I don't know where it comes my apathy. However I'm trying my habit back and i search a book I had already read and liked me, and i chose "La Sombra del viento" from the catalan writer Carlos Ruiz Zafón. It is a good novel, interesting and fun, easy to read. I'm reading slowly back again and hope to have my romance with books.

    ps. Me gusta José Saramago, yo leí El evangelio según Jesucristo, Memorial del Convento y levantado del suelo.

    ResponderEliminar
  2. Dizem os psiquiatras aos pacientes, quando já não sabem o que hão-de fazer:"Insista,insista,até que atinja." Será o mesmo com as leituras de certos escritores? Pode ser! A questão aqui é outra:férias e leituras. Férias: este ano viste-as!Parece-me. As dores persistem.Ficaremos pela chitaca. Se aquecer vai um Exxiv e liga-se o aparelho de arrefecer. Atira-se o pensamento para o que seria bom, se não fosse...Leituras:não as tenho em especial para férias. De momento ando às voltas com o Livro do desassossego (não livro!) do Fernando Pessoa. Tirei-o das estantes da cubata e tenho-o aqui ao lado.
    Ué, aquele branco era mesmo avariado!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  3. Rosa María! Saramago es un escritor verdaderamente universal
    Voy a ver si hay aquí en Portugal, el libro del escritor que hablas
    gracias por su sugerencia!

    ResponderEliminar
  4. e beijinhos que o comentário seguiu sem eles! entretanto tive de ir ver o que é a chitaca, que angolana ignorante!

    ResponderEliminar
  5. levo romances e livros com informações diversas sobre outras formas de ver a vida

    ResponderEliminar
  6. Tal como a Rosário, também gosto muito de ler, apesar de os filhos pequenos, por vezes, não me deixarem ler mais do que algumas linhas.
    Descobri a Sveva há aguns anos e tenho-me deliciado com os seus romances. Esta semana fui à Biblioteca e trouxe o Lição de Tango, que estou a adorar...

    E, esta semana também escrevi um post no meu blog sobre leituras de Verão :-)

    Beijinhos e boas férias,

    ResponderEliminar
  7. Levantados do chão foi o primeiro livro que li e talvez o mais fácil porque é mais emoção e não se define ainda o autor actual. Depois o memorial do convento, de fio a pavio. A jangada de pedra não passou da terceira página. Todos os nomes, a não perder. E por aí adiante, gostei de uns e outros não mas acho-o incontornável.
    Para o Verão talvez mais praia e cinema que são coisas de que tenho saudades. Livros, vou repetir alguns para não correr o risco de perder tempo a ler o que não gosto.

    Bjs e obrigado pela visita

    ResponderEliminar
  8. Eu é que agradeço tão simpática visita! Muito obrigada :)

    ResponderEliminar
  9. olha que devias ler Os Maias até ao fim, já passaste a parte chata, ias gostar, é um bom livro.

    e de facto, se pudesse tinha uma fnac ou uma bertrand escondida na garagem e actualizada semanalmente =)

    ResponderEliminar
  10. Marta, qual é o teu mail? não consigo encontrar nem deixar-te comentário...

    ResponderEliminar