31 de janeiro de 2012

do 1º encontro itinerante de fiação


começou à hora marcada, no Café Saudade, numa salinha reservada para nós

fiámos, tricotámos, conversamos, bebemos chá e comemos os deliciosos scones, conhecemos pessoas novas



e o encontro acabou pela noite dentro, com as inspiradoras tricotadeiras de Lisboa.
as fotografias são da Sofia e da Teresa

obrigada à Mary e a todos do Saudade pela simpatia com que nos receberam. eu gostei muito e espero repetir!

26 de janeiro de 2012

Encontros Itinerantes de Fiação


O primeiros dos Encontros Itinerantes de Fiação vai ser já este sábado.

Como já aqui tinha anunciado, será no Café Saudade, em Sintra. As actualizações do evento podem ser acompanhadas no facebook.

Como digo, este é o primeiro de muitos; pelo menos, assim o espero!

Para já estão previstos também para Coimbra, Porto e, mais lá para o verão, faremos um no Algarve... e Guimarães? será que vou conseguir ir visitar a Alice?

A realização dos encontros não tem ainda datas marcadas, ocorrerão de acordo com a nossa vontade e (acima de tudo) disponibilidade.

Gostariam de ter um encontro perto de casa? Mandem-me um mail com a sugestão, eu agradeço.

Conto com a vossa presença! Até Sábado por volta das 15h no

Café Saudade
Av. Doutor Miguel Bombarda, nº6,
2710-590 Sintra

25 de janeiro de 2012

fiar no fuso

fiar no fuso

parece-me que o fuso está para quem fia como as meias estão para quem tricota: é portátil, cabe em qualquer mala ou saquinho, pode usar-se em qualquer lado e por curtos períodos de tempo... só umas rodadas no fuso ou só meia carreirinha na meia, tudo para fazer o gosto ao dedo e aliviar os pensamentos...

continuam disponíveis os kits fiação dona maria, que incluem um fuso de iniciação (nem muito leve, nem muito pesado), mecha pintada à mão pela Filomena e um saquinho para guardar tudo.

kits fiação

e não esqueçam, sábado vou estar no Café Saudade em Sintra durante toda a tarde para o primeiro dos Encontros Itinerantes de Fiação. as actualizações estão no facebook.

24 de janeiro de 2012

verde ? azul

green?blue

mais uma meada de um só fio

green?blue

green?blue

100% lã de merino português
single
cor: verde
100 gramas ■ 320 metros (aprox.)
fiada à mão
- indisponível -

21 de janeiro de 2012

abafinho

abafador para bule de chá

o abafinho hoje anda por aqui.

o meu e outros modelos muito engraçados para tricotar e usar!

o modelo continua disponível, para quem o quiser tricotar. é só clicar no respectivo link e eu envio por mail.

modelo em português

pattern in English

You can dowload the pattern directly from Ravelry. Thank you!

19 de janeiro de 2012

grass

grass

os singles, ou lãs de um só fio, são na minha opinião as lãs mais bonitas que podemos fiar artesanalmente. são as que verdadeiramente se distinguem das industrialmente produzidas e são aquelas que melhor conservam as caracteristicas da sua matéria prima - a ovelha. têm mais memória e uma beleza mais natural. são mais verdadeiras.

é também verdade que são as mais dificeis de fiar. se queremos uma lã macia e fofa devemos torce-la pouco, apenas o suficiente para não se desmanchar. esta meada foi feita a partir de um merino de qualidade extra e foi fiada com a técnica que melhor me permitiu manter a sua delicadeza.

o single é o fio que requer maior equilibrio e um acabamento mais cuidado.

quem o compra deve ter em mente que leva para casa uma lã viva e que depois de tricotada e lavada não vai perder as suas características.

aqui tenho uma foto deste meu fio grass ao lado de um single comercial, de uma das minhas marcas preferidas.

grass

podemos ver que o fio fica ligeiramente feltrado, o que nos vai garantir que não se vai desmanchar ao ser trabalhado.


grass

100% lã de merino
single
cor: verde
100 gramas ■ 277 metros (aprox.)
fiada à mão
- indisponível -

18 de janeiro de 2012

Shetland

shetland

A sugestão para hoje é bem natural

100% shetland, num tom castanho natural, muito bonito e com muita personalidade.

shetland

É um fio com bastante ar, o que lhe dá uma textura fofa e agradável.

shetland

100% lã de shetland 2ply
cor: moorit - castanho natural (sem ser pintado)
100 gramas ■ 387 metros (aprox.)
fiada à mão
- disponível -

17 de janeiro de 2012

laranja & chocolate

laranja & chocolate

é engraçado como a minha escolha de cores tem mudado nos últimos tempos

laranja & chocolate

sempre preferi azuis e verdes

laranja & chocolate

mas ultimamente dou por mim a gostar de amarelos, vermelhos e até de cinzento!

esta meada é fiada à mão, claro! fiada com um merino muito fino e fofo e enrolada em 2 cabos (2ply)
tem castanho, laranja e amarelo torrado. é um fio muito macio pelo que pode ser usado por pescoços sensíveis.
tem aproximadamente 100 gramas e 296 metros e está indisponível.

15 de janeiro de 2012

quem espera sempre alcança

bolo de Natal

o ano passado vi no blog da Diane a indicação para este bolo. até o fiz, mas sem a antecedência que a receita aconselha. mesmo assim, todos comeram e gostaram.

este ano lembrei-me (mais ou menos) a tempo e fi-lo, precisamente no dia 14 de dezembro. separei a massa em duas metades, cada uma para sua forma.

bolo de Natal

um dos bolos foi comido na Consoada, outro foi aberto ontem, dia de anos do mais pequeno cá da casa. este segundo bolo, o que respeita o tempo de espera, está consideravelmente mais saboroso do que o primeiro.

com calma, tudo fica melhor... até os bolos especiais!

13 de janeiro de 2012

desafio - xaile haruni

Desta vez o desafio é lançado pela Valéria que está no outro lado do Atlântico.

Eu não vou poder participar, pois este ano estou mais dedicada aos casacos e também a acabar todos os meus projectos que estão a meio!

No entanto, este modelo está na minha lista dos xailes a fazer.

Quem quiser juntar-se à Valéria pode seguir o blog que vai dando umas dicas para a sua execução.

Na primeira, tiveram a simpatia de usar esta foto minha já bem antiga

lace knitting

onde demonstro como usar marcadores e linha de salvação.

Bons tricots a todas e que saiam daí muitos xailes lindos!

12 de janeiro de 2012

o que fazer com uma meada dona maria?

Muitas vezes me fazem esta pergunta. A resposta é: tanta coisa!

Como é fácil de reparar, as minhas meadas só têm, por norma, cerca de 100gramas. A metragem varia bastante; umas mais grossas outras mais finas.

Toda a gente gosta de lãs mais grossas, para o trabalho "crescer" mais rapidamente. No entanto, quanto mais grosso é o fio, menos rende. Com 50 gramas de um fio muito fino podemos fazer uma bela echarpe mas, se for grosso, não faremos mais do que uma dúzia de carreiras.

blue faced leicester

Para estas meadas por exemplo, a opção simpática pode ser uma gola! Leva muito menos lã do que um cachecol e pode ser tão elaborada como um xaile.

Este modelo é um dos meus preferidos e a autora até explica neste video como se faz. É mais fácil do que parece.



Aqui está outro exemplo, tricotado pela Carolina da Bolas de Tons (a foto também é dela)



nesta meada (o modelo é pago)

kiss of life

um modelo mais simples da Fernanda
Color Waves

feito com esta meada

aguarela

e exemplos para os fios mais finos da dona maria

Shawl "Serenidade Portuguesa"

feito pela Fernanda com esta meada

serenidade

ou com um fio mais grosso, o xaile da Filomena (foto da Filomena)



feito com esta meada

viño

Ainda menos lã levaram estas luvas, feitas pela Batixa (a foto também é da Batixa)

Toddler mittens

e juntam a minha lã com um fio comercial (o branco). é sempre uma possibilidade.

mais exemplos de peças tricotadas com fios dona maria, aqui. um grupo do flickr para o qual vos convido a juntarem-se!

11 de janeiro de 2012

lavar a lã

bordaleira
(lã aberta, antes de lavar)

Este ano ofereceram-me umas sacas de pelo de ovelha da raça Bordaleira da Serra da Estrela.
Como podia escolher, pedi que me guardassem apenas as de cor escura. Quando as fui buscar vi que a lã era linda, de boa qualidade, com um bom comprimento e um forte frizado, tudo condições óptimas para dar uma excelente lã.
No entanto, duas condicionantes estão no meu caminho: o extremo estado de sujidade e o não terem sido tosquiadas para aproveitamento do pelo. Em resumo, uma lã assassinada.
Do pouco que consegui aproveitar de tantas sacas estou a experimentar diferentes técnicas de lavagem.
Desta vez, a que mais me assustava de inicio: lavar pedaço a pedaço, com a grossura de um dedo e desafiando todas as leis das fibras animais que até agora conhecia... bastante sabão, agitação e claro água quente.

bordaleira
(depois de lavar)

Surpreendentemente, não feltrei um único pedaço. E é tão macia esta lã.

bordaleira
(pedaço depois de seco)

AGora estou pronta para a parte divertida: fiá-la!

10 de janeiro de 2012

chocolate e morango silvestre

chocolate e morango silvestre

chocolate e morango silvestre

100% lã de merino 2ply
cor: castanho chocolate e vermelho escuro
100 gramas ■ 250 metros
muito macia
- indisponível -

9 de janeiro de 2012

Encontros de Fiação

É Inverno, faz frio e às vezes chove. Apetece fiar e tricotar num ambiente quente, calmo e acolhedor, num local com história e alma...

Haverá melhor sitio para inaugurar os Encontros de Fiação do que o Café Saudade em Sintra?

É lá que estarei na tarde de sábado dia 28 de Janeiro. Levo a roda e vou passar a tarde a fiar (e a comer uns bolinhos também). Quem quiser fazer-me companhia, com roda, fuso ou agulhas... será muito bem vindo.

Apareçam! Eu lá vos espero.

6 de janeiro de 2012

rosa avelã

rosa avelã

rosa avelã

rosa avelã


100% lã de merino 3ply
cor: 2 tons de rosa e 1 avelã claro
120 gramas ■ 283 metros
fiada à mão
- indisponível -

5 de janeiro de 2012

Cinzento

cinzento

100% lã de merino 2ply
num cinzento não muito escuro
90 gramas ■ 382 metros
apesar de ser um fio 2ply dá para tricotar um belissimo par de meias.

4 de janeiro de 2012

Romã

romã

Um fio muito macio (mesmo), feito de merino de qualidade extra, em tons quentes a lembrar as cores da romã madura.


romã

2ply (2 cabos)
100 gramas ■ 170 metros

3 de janeiro de 2012

Bom Ano de 2012!

Já cá estamos! 2012 - o ano que ninguém quer, o ano da verdadeira crise, o ano em que pagamos todos os nossos pecados, o ano do Fim ou da continuidade...
Começamos com avisos sérios e campanhas publicitárias em tom paterno/positivista. Seja qual for a perspectiva, este é sem dúvida o ano mais adjectivado das últimas décadas.
Por cá começo com algumas resoluções (aquelas que não tomei no meu verdadeiro inicio de ano - Setembro) e partilho algumas convosco.
É tempo de abrir a nova agenda e rabiscar um novo caderno. Vale tudo para fazer planos e anotar sonhos. Apontar tudo, pois a cabeça não é mais o que era.

2012

Os tricots. Aqueles saquinhos que teimam em não desaparecer, com um projecto que não ata nem desata, bem... esses saquinhos foram saneados! Se não os acabei até agora também não ía acabar mesmo. Tudo arrumadinho, projectos desmanchados, lãs lavadas e meadas arrumadas, prontas para serem efectivamente trabalhadas.
Prevejo um ano de casacos e começo com um novo projecto: um cardigan para a minha mãe, tricotado numa lã linda, comprada na Ovelha Negra, e na cor dos seus olhos.

cashsoft dk

Mesmo a acabar estão os modelos Kerrara e Lauriel (a mostrar muito em breve).
E xailes, claro! Acho que os xailes são as minhas peças preferidas para tricotar. Este foi o último de 2011. A lã é muito macia e o fio é muito confortável para tricotar.

o último do ano

A fiação continua com muita aprendizagem e formação e continuo a abençoar o dia em que conheci a Tita Costa. Sem ela não teria descoberto esta paixão. Fiar e fiar! Novos materiais, outras fibras e um verdadeiro universo para explorar. Dele vos darei conta.


Agora desejo-vos um Excelente 2012!